#Ficaadica – Sacramentinas – Colégio Nossa Senhora de Fátima – Vitória da Conquista – BA #Ficaadica |
VITÓRIA DA CONQUISTA - BA

#Ficaadica

Mamãe e Papai

É importante ajudar seu filho (a) a lidar com suas emoções!

  1. Crie limites saudáveis!

Os limites mostram que nós, como pais, vamos guiá-los nesse começo de vida com segurança. Quando os limites não são claros ou há bastante permissividade ou até mesmo inconsitência nas mensagens, os nossos filhos vão se comportando demonstrando essa falta de parâmetro que é vital na infância.

  1. Deixe um tempo para que a criança brinque livremente!

As crianças precisam de liberdade para criar suas próprias brincadeiras e sonhar, precisam do próprio espaço e de tempo e de tempo livre (sem distrações de TV, eletrõnicos, etc.) a fim de seguir a sua própria curiosidade interior.

Essa é a maneira como as crianças aprendem e é a sua forma de expressar a alegria de viver a vida.

 

  1. Reconheça a importância da atenção

A atenção é uma necessidade básica de sobrevivência para as crianças, é por isso que, se a atenção não estiver presente de uma maneira saudável no contexto da família, as crianças desenvolverão comportamentos que lhes permitam obter a atenção de qualquer maneira que puderem (mesmo que de maneira negativa)

 

  1. Aproveite os poderes da água

Explore o poder calmante de um bom banho, ou de uma natação. A água é relaxante e acalma.

 

  1. Seja afetuoso

Todos nós precisamos de toque físico, abraços são cura. O toque ajudará seus filhos a se sentirem seguros e confortáveis em seus corpos.

 

  1. Acolha seu filho (a)

Quando a criança está chateada oriente-a a ter respirações profundas, acomode-a perto de você, sinta o seu coração, sua barriga… Ajude-a a se equilibrar oferecendo a si mesmo como referência.

Autismo/TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

Informações importantes:

  • Existem 3 níveis: Leve/Moderado/Severo

Nível 1 (Leve)= Mais suave, quem está incluído nesse grupo geralmente apresenta sintomas bem sutis e que não interfere muita na escola, no trabalho ou nas relações.

Nível 2 (Moderado)= Necessita de um apoio maior com terapias (fono para trabalhar a linguagem ou intervenções que visem as habilidades sociais e redução de esteriotipias).

Nível 3 (Severo)= Considerado mais crítico, necessita de alguém por perto para auxiliar nos afazeres e o prejuízo na linguagem o estereotipia são bem maiores.

 

  • Como conversar com uma criança com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

1- Encurte suas sentenças

2- Use estímulos visuais (fotos, figuras, pecs, etc.)

3- Converse sobre os interesses dela

4- Permita que a criança tenha mais tempo para processar informaçãoes

5- Falar de maneira clara para não confundir a criança

 

  • Diagnóstico

  É clínico, ou seja, não há um exame que irá detectá-lo.

  Por ser uma condição comportamental, o diagnóstico é realizado com base nos sinais do comportamento da criança.

 

Principais critérios para diagnóstico:

-Déficits sociais

-Comportamentos esteriotipados ou repetitivos

OBS: O diagnóstico deverá ser realizado por psiquiatras infantis ou neuropedriatras.

Curiosidades sobre o Autismo

TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

1- É mais difícil fazer o diagnóstico em meninas: as diferenças de comportamento entre homens e mulheres dificultam o diagnóstico.

2- É uma característica do TEA ser extremamente atenta aos detalhes e à exatidão.

3- O autismo é um ESPECTRUM DISORDER, ou seja: duas pessoas com autismo nunca são iguais.

4- Mesmo que uma pessoa com autismo tenha uma excelente recuperação e estimulações, ela nunca deixará de ter autismo, pois o autismo é uma característica dela. É uma forma de ser e de sentir.

5- Uma pessoa com autismo raramente compreende uma metáfora, por isso seja claro, objetivo e utilize estímulos. Dificilmente ele irá mentir, porque isso implica controlar os gestos e as intenções.